Na nossa mensagem de hoje, começamos por lhe colocar uma questão: Será coincidência o declínio do consumo de peixe em Portugal e o aumento das doenças crónicas, na última década? Vamos saber!

Primeiro há que destacar que muito se evoluiu no consumo de peixe ao longo dos últimos 50 anos na União Europeia: estima-se que de 1960 a 2011 tenha duplicado! Contudo desde 2008, o consumo de pescado atingiu um patamar, justificado pela crise financeira.

Especificamente em Portugal, observando a figura 1, a captura de peixe estabilizou a partir do ano 2000, tendo mesmo decrescido após 2012.

Por outro lado, como reagiram as principais causas de morte em Portugal na última década? São elas: as doenças do aparelho circulatório, os tumores malignos, a diabetes mellitus e as doenças crónicas respiratórias.

Têm sofrido um aumento gradual! Será coincidência?

Segundo uma meta-análise (uma revisão de vários estudos de coorte), publicada em 2016 na conceituada revista Nature: os grupos que consumiam maior quantidade de peixe associaram-se a uma redução significativa do risco (-6%)  para todas as causas de mortalidade. Comparando com os “não-consumidores de peixe”, uma ingestão média de 60g por dia associou-se a uma redução de 12% do risco de mortalidade!

Portanto parece não haver dúvidas! Um maior consumo de peixe reduz o risco de morte e das principais doenças crónicas evitáveis. Não é por acaso, que em países com elevado consumo de peixe, como o Japão, a esperança média de vida é a mais longa do mundo: mais de 84 anos! Neste país a principal causa de morte não é a doença cardiovascular, como o AVC, mas sim as neoplasias, resultantes do natural envelhecimento celular e da enorme longevidade da sua população. Ainda acha que é coincidência?

A ciência é perentória: maior consumo de peixe significa mais saúde e maior longevidade! Cuide da sua saúde e da sua família hoje, não apenas quando estiverem doentes. Um consumo de peixe diário, em especial de peixe gordo três vezes por semana, é a chave desta equação: experimente os filetes de cavala em azeite, as enguias de escabeche picante e o salmão fumado em azeite.

Trate de si e da sua família. Coma peixe de qualidade!

Nutricionista Catarina Cachão Bragadeste, n.º 0402N
Blogue Diário de uma Dietista

Share on facebook
Share on linkedin

Produtos Relacionados

Receitas Relacionadas